Valorização latente: o rejeito que vira dinheiro

É estimado que são desperdiçados cerca de R$120 bi em resíduos sólidos que não são valorizados no Brasil , com constante aumento na geração de resíduos domésticos e resíduos produzidos pelas empresas a cada ano¹ .

Fora o potencial econômico latente de todo esse resíduo que não é valorizado, existe o impacto do sobrecarregamento dos aterros sanitários pelo país, da disposição inadequada em lixões, e o custo ambiental e social em realizar a logística da coleta e disposição dos resíduos em municípios distantes.

http://www.fecomercio.com.br/noticia/prefeituras-seguem-com-dificuldades-para-erradicar-lixoes
Créditos: Google Image, 2017

Olhar empreendedor e a PNRS

Quando olhamos o mundo dos resíduos das empresas, 46% dos pequenos empresários identificam oportunidades de ganhos com resíduos – e 48,3% utilizam materiais reciclados em seu processo produtivo, conforme estudo do Sebrae² . As empresas brasileiras produzem 2,9 milhões de toneladas de resíduos perigosos ao ano, e apenas 22% desse total tem tratamento adequado³.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) tem diretrizes para os resíduos gerados pelas empresas e prevê que grandes empreendedores devem escolher entre a redução, reúso ou reciclagem de seus resíduos, no sentido de que as empresas devem reconhecer o valor econômico dos resíduos gerados  (IPEA, 2012).

A B2Blue ajuda a criar soluções e a monetizar resíduos

A B2Blue atua justamente na promoção de soluções para todos os problemas de resíduos dos diversos segmentos de negócio, transformando sua atual gestão de resíduos (ou ausência de gestão) em fonte de receita e geração de economia circular e redução do uso de matéria-prima virgem.

O que hoje é custo, pelo envio aos aterros sanitários – ou é subutilizado na cadeia produtiva da sua empresa, tem um potencial de valorização econômica que deve ser explorado, e que irá atender as necessidades de empresas próximas.

Sempre haverá modismos ambientalistas. Mas o sucesso da B2Blue está intrinsecamente ligado ao fato de despejarmos menos lixo na natureza, gerando retorno financeiro considerável para o colaborador. A praticidade das nossas soluções é a chave do negócio.  Leonardo Araujo – Conselheiro de Riscos da B2Blue

¹Brasil perde R$ 120bi ao ano ao não reciclar lixo. O tempo: http://www.otempo.com.br/capa/economia/brasil-perde-r-120-bilh%C3%B5es-por-ano-ao-n%C3%A3o-reciclar-lixo-1.1423628)
²O lixo como oportunidade de sucesso. Veja.com: http://veja.abril.com.br/economia/o-lixo-como-oportunidade-de-sucesso/
³O lucro que vem dos resíduos. Portal Techoje: http://www.techoje.com.br/site/techoje/categoria/detalhe_artigo/192

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *